CoraçõesH

CoraçõesH


Teve lugar nos dias 13 e 14
de Março de 2010, no Convento
de Santa Maria, da Confhic, em Fátima,
o 1º encontro de formação para casais.
Corações Hospitaleiros para Iluminar
e Aquecer a Humanidade.

Sob o mote “Corações Hospitaleiros” contou com a participação de 21 casais (3 de Vila Real, 3 da Régua, 5 de Viana do Castelo, 5 de Oleiros, 1 de Amares, 1 de Rossas – Vieira do Minho, 1 da Marinha Grande, 1 de Lisboa e 1 de Alvito).
Os casais chegaram alegres e na expectativa de um fim-de-semana diferente para mergulharem na raiz da sua vocação conjugal. Alguns trouxeram os rebentos do seu amor… Foram acolhidos na Hospitalidade que se alegra e faz festa ao acolher e aconchegar.
O encontro iniciou com a apresentação de cada casal, a que se seguiu uma breve reflexão “Pontes entre nós” - uma breve mensagem em Power Point sobre as pontes que ligam e unem o casal.
Depois, e partindo do relato bíblico (Gn) da criação do homem e da mulher, apresentado pelo Pe. Rui Santiago, os participantes tomaram uma maior consciência de que como casal são chamados a construir um projecto de amor em comum e que os dois são convidados a viver e realizar o amor até aos níveis mais profundos da comunhão, no dom da reciprocidade, na experiência de um Deus Amor Pai, mas sobretudo Mãe... que ama enternecidamente e constantemente Se abaixa para abraçar o Homem e o fazer feliz.
Já à noite, e partindo do Livro Bíblico Cântico dos Cânticos - A epifania do Amor Eterno no Cântico dos Cânticos - os presentes reflectiram sobre a vocação matrimonial: o matrimónio como a manifestação de uma Aliança eterna, a plena confiança num Amor e numa misericórdia sempre oferecidas; o matrimónio como um sacramento, um sinal, uma ligação real com a aliança constantemente renovada entre Deus e o seu povo. Foi uma verdadeira descoberta: é o amor de Deus, manifestado em amor humano, que une os esposos e os torna fecundos, tornando o casal, por sua vez, em terra fértil pela sua capacidade de exprimir, por frutos concretos, o amor que o penetra e o anima através da total abertura e do acolhimento mútuo sem restrições, na valorização das diferenças.


A noite terminou com a celebração da Aliança com o Deus da Aliança, momento em que os esposos, diante de Deus, celebraram o Amor com a Fonte do Amor e tiveram oportunidade de renovar as promessas feitas no dia do casamento. No rosto de cada participante transparecia alegria e felicidade como que expressando que o fogo ardente do amor é uma chama divina que Ilumina e Aquece por dentro e distribui pelos outros a beleza dos seus raios.
Domingo de manhã, e depois da Eucaristia, foi proporcionada aos casais uma reflexão sobre a importância da Palavra na vida e no crescimento conjugal: “Duas vidas guiadas pela mesma Palavra”. Desta forma, os casais foram iniciados na Lectio Divina e, em casal, reflectiram o Evangelho do dia – a parábola do Pai Misericordioso, para que fizessem a experiência de, através da Palavra de Deus, conhecer a Sua vontade e realizá-la. Na certeza de que a Palavra de Deus se entrelaça com a história do homem e da mulher e guia o seu caminho, os casais tomaram consciência que a Palavra de Deus é o alimento essencial e indispensável na sua vida como casal cristão, casal que quer ser e viver em fidelidade ao Amor, espelhando com a vida os sentimentos de Jesus.

Já na recta final, os casais foram desafiados a assumir o compromisso: “No Coração da Igreja e do Mundo, seremos o Amor: Amor que Ilumina
e Aquece”, testemunhando a Hospitalidade e a fidelidade amorosa de Deus, empenhados em construir a Casa da Hospitalidade, onde cada um seja plenamente acolhido pelo outro e onde cada um de se inclina em Amor reverente ao serviço da vida, irradiando a Luz do Amor, sendo calor, terra fértil de esperança e de alento, renovando e entregando a Deus uma humanidade nova.
Os casais partiram felizes, deixando transparecer a alegria serena de um compromisso mútuo renovado!

Mais Fotos

Quarta, 17 de Março de 2010